Home » Artigo não-científico » 4 dicas para manter a saúde pulmonar durante o inverno

4 dicas para manter a saúde pulmonar durante o inverno

Com o início do inverno, a população tende a adquirir algumas disfunções no sistema respiratório, por isso é importante dar atenção dobrada à saúde, se hidratar e alimentar bem, evitar as chuvas, e tentar manter os exercícios físicos na rotina diária.

Algumas das doenças mais comuns a nessa época são: pneumonia, sinusite, bronquite e asma. Durante o inverno, mais do que nunca, é importante evitar infecções e quaisquer formas de desgaste no aparelho respiratório, especialmente do pulmão, órgão mais afetado pelo tempo frio.

Conheça algumas dicas de como cuidar do seu corpo nessa estação do ano.

1. Renove o ar em cada ambiente da casa

Durante o inverno temos o costume de fechar as janelas de casa ou do escritório, seja para evitar os ventos frios ou barrar a entrada de insetos, que aparecem com mais frequência nessa estação. É essencial abrir os ambientes do local por algumas horas durante o dia, além de manter ao menos um pouco de ventilação nos espaços que costumam estar fechados. Deste modo o ar pode circular, diminuindo assim a concentração de vírus, bactérias e alérgenos no local. Fazer limpeza constante também irá ajudar.

Pela mesma razão, evite frequentar boates, pubs, e demais locais fechados onde você não sabe se as pessoas ao redor estão saudáveis. Mantenha-se distante de fumantes durante o uso da nicotina, e passe longe de ambientes em que a fumaça ainda está presente.

2. Não deixe a preguiça tomar conta

Na estação fria temos tendência a diminuir a velocidade, isso é comum, mas você não deve parar com os exercícios físicos.

Por mais que reduza a frequência ou intensidade das atividades, mantenha a rotina o mais parecido possível de como procede nas outras estações, assim o seu corpo irá se adaptar à nova situação.

O sistema respiratório pode ficar comprometido com o aumento da temperatura. Ataques de asma, crises de sinusite, são várias as enfermidades que podem chegar  ou aumentar nesta época, e o exercício físico pode fazer toda a diferença na prevenção. O seu pulmão e todo o sistema respiratório agradecerão.

3. Vacina para dentro

As vacinas previnem várias doenças que costumam se espalhar com mais facilidade, e comorbidades que podem até levar o indivíduo a óbito. Procure um posto de saúde perto de casa ou do trabalho e lembre-se de que prevenir é muito melhor do que remediar.

Segundo a OMS, a vacina contra a gripe é segura e protege contra três subtipos desse adoecimento que circularam nos últimos tempos no Hemisfério Sul (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Neste ano, apenas a cepa da influenza A (H1N1) não foi alterada:

  • A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09;
  • A/Singapore/INFIMH-16-0019/2016 (H3N2);
  • B/Phuket/3073/2013.

4. Conhecendo o próprio corpo

Fique atento aos sintomas que podem aparecer durante o inverno, e lembre-se: não proceda de acordo com algo que leu na internet antes de realizar os seus exames. Muitas patologias se desenvolvem por completo quando não são tratadas logo. Cuide-se.

Procure um médico o mais rápido possível caso apresente algum dos sintomas listados abaixo (ou uma combinação deles), com intensidade leve e moderada.

  • Febre;
  • Moleza;
  • Diarreia;
  • Tosse seca;
  • Congestão nasal;
  • Dor de garganta;
  • Coriza em excesso;
  • Dor nas articulações;
  • Dor de cabeça ou de ouvido;
  • Dificuldade ou dor ao respirar.

Fonte da pesquisa
portalms.saude.gov.br