Home » Artigo não-científico » Como funciona o tabagismo?

Como funciona o tabagismo?

Antes de tudo, é importante entender por qual motivo você fuma. Vamos lá: vício em nicotina + gatilhos (emoções e situações) = necessidade de fumar.

Levar uma vida estressante, conviver com pessoas tensas, passar o dia correndo de um lado para o outro, tudo isso pode levar o indivíduo a precisar de compensações diárias, e é aí que mora o perigo.

Como a nicotina conquista?

O cérebro de um fumante é rico em receptores de nicotina, que vivem ali aguardando ansiosamente receber a substância. No momento em que a nicotina chega, eles liberam o neurotransmissor do prazer, a Dopamina, cuja função principal é ativar os circuitos de recompensa do cérebro. Esse processo tem curta duração, e logo os receptores de nicotina estão inquietos novamente. Percebeu como esse ciclo funciona?

Apenas dez segundos após um fumante inalar seu cigarro, a nicotina é absorvida através da pele e dos revestimentos mucosos (nariz, boca e pulmões), e assim, viaja pela corrente sanguínea até o cérebro. Nos momentos seguintes, as glândulas suprarrenais produzem adrenalina, aumentando, então, a frequência cardíaca e contraindo os vasos sanguíneos. Fumar cigarros causa efeito imediato, e isso não é uma coincidência, a explicação é simples: os pulmões estão cheios de milhões de alvéolos, responsáveis por abrigar a hematose.
Cérebro

Dr. Richard Hurt, diretor fundador do Centro de Dependência de Nicotina Mayo Clinic, afirmou que, ao começar a fumar, o indivíduo o faz para obter prazer, já depois de um tempo, com o vício instalado, o ato de fumar é feito para não “aborrecer” os receptores de nicotina. Também defende a ideia de que o atendimento ao paciente dependente deve conter diversos programas de educação, com camadas de pesquisas para chegar ao centro do problema, achando, assim, soluções ainda não exploradas no campo científico.

Ainda de acordo com Hurt, os gatilhos, as memórias e até o consumo de bebidas alcoólicas são agentes influenciadores diretos, e sem perceber esse vício como a doença que ele de fato representa, o usuário não terá muitas chances de se curar.

Elementos

Nicotina, alcatrão e monóxido de carbono: essa combinação é fatal. Mas por que as campanhas contra a nicotina são sempre mais destacadas e em maior quantidade? É importante enfatizar sobre o veneno que é o alcatrão, uma mistura de diversos compostos muito tóxicos. Segundo Esteve Fernández, diretor da Unidade de Controle do Tabagismo do Instituto Catalão de Oncologia, esse é um dos poucos produtos ao qual deveria haver uma lista completa de ingredientes disponível para o consumidor, tamanho é o perigo da exposição ao produto.

A fumaça do cigarro contém mais de 4.800 produtos químicos, dos quais 69 são conhecidos por causar câncer

Produtos Químicos Causadores de Câncer:

• Formaldeído: usado para embalsamar cadáveres;
• Benzeno: encontrado na gasolina;
• Polônio 210: radioativo e muito tóxico;
• Cloreto de vinil: usado para fazer tubos.

Metais Tóxicos:

• Cromo: usado para fazer aço;
• Arsênico: usado em pesticidas;
• Chumbo: uma vez usado em tintas;
• Cádmio: componente ativo no ácido da bateria.

Gases Venenosos:

• Monóxido de carbono: encontrado em escapamentos de automóveis;
• Cianeto de hidrogênio: usado em armas químicas;
• Amônia: usado em produtos de limpeza doméstica;
• Butano: usado no fluido de isqueiro;
• Tolueno: encontrado em diluentes de tinta.

O vício em tabaco destrói muitas vidas anualmente, mas é importante termos que o conhecimento nos liberta para evoluir e tomar atitudes para tirar tudo que não faz mais sentido existir em nossas vidas, e com certeza parar de fumar é um enorme primeiro passo.