Home » Artigo não-científico » A saúde dos pulmões ao parar de fumar

A saúde dos pulmões ao parar de fumar

São inúmeros os benefícios de largar o cigarro. Estudos mostram que se você parar de fumar aos 30 anos, terá uma redução de até 90% do risco de falecer em consequência de doenças relacionadas ao tabagismo; e até quando você para aos 50 anos ainda pode ter esse risco diminuído pela metade.

Recuperação

Menos de 20 minutos após o último cigarro ser fumado, o ritmo cardíaco já diminui bastante. Além disso, a pressão sanguínea cai e a circulação melhora.
Depois de 12 horas
Nesta fase, o corpo já estará livre do excesso de monóxido de carbono, que retornará ao seu nível normal, aumentando, assim, os níveis de oxigenação do corpo.
Depois de 1 dia
O perigo de sofrer um ataque cardíaco começará a diminuir. O tabagismo aumenta a pressão arterial e o tamanho dos coágulos sanguíneos, intensificando o risco de acidente vascular cerebral.

Em apenas 1 dia após largar o cigarro, a pressão arterial do indivíduo começará a baixar, diminuindo as chances de desenvolver alguma doença cardíaca devido à tensão induzida pelo fumo.

Neste curto espaço de tempo, os níveis de oxigênio terão aumentado, tornando as atividades físicas mais confortáveis, e promovendo e possibilitando hábitos saudáveis para o coração.

Após 2 dias
O fumo danifica as terminações nervosas responsáveis pelo olfato e paladar. Menos de 2 dias depois de parar de fumar, ambos os sentidos já estarão notavelmente mais “acordados”, e melhorarão à medida que esses nervos se curam.
Depois de 3 dias
Os níveis de nicotina no corpo estarão esgotados. Embora seja mais saudável não ter a substância no organismo, esse esgotamento inicial pode causar a abstinência. Cerca de três dias depois de parar de fumar a maioria das pessoas experimenta mau humor e irritabilidade, também dores de cabeça severas e ânsias, à medida que o corpo se reajusta.

Depois de 1 mês
A função pulmonar do ex-fumante começa a melhorar. À medida que o órgão se cura e a capacidade pulmonar melhora, o indivíduo pode notar menos tosse e falta de ar. A resistência atlética progride, e é possível notar uma capacidade renovada de atividades cardiovasculares, como correr e saltar.

Depois de 9 meses
Nove meses depois de largar o tabagismo, seus pulmões estarão significativamente curados; os alvéolos terão se recuperado da toxicidade que a fumaça do cigarro provocou. Essas estruturas ajudam a empurrar o muco para fora dos pulmões e ajudam a combater infecções.

Nessa altura, muitos ex-fumantes notam uma diminuição na frequência de acometimentos patológicos pulmonares, já que os alvéolos curados poderão trabalhar mais facilmente.

Depois de 1 ano
O risco de enfrentar problemas cardíacos diminuirá pela metade depois de parar de fumar por 1 ano, e as artérias e vasos sanguíneos começarão a aumentar após cinco anos. 12 meses depois de parar de fumar, o risco de doença cardíaca coronariana diminuirá pela metade.

Depois de 5 anos
Os cigarros contêm muitas toxinas conhecidas que causam o estreitamento das artérias e vasos sanguíneos. Essas mesmas substâncias também aumentam a probabilidade de desenvolver coágulos sanguíneos.

Após 5 anos sem fumar, o corpo se curou suficientemente para que as artérias voltem alargar, – o sangue estará menos propenso a coagular, diminuindo o risco de derrame, que continuará a abaixar nos próximos 10 anos, à medida que o organismo se recupera cada vez mais.

Depois de 10 anos
Nessa altura as chances de o ex-fumante desenvolver câncer de pulmão e morrer da patologia são cortadas pela metade em comparação com alguém que manteve o vício.
Depois de 20 anos
Aqui, os riscos de morte por causas relacionadas ao tabagismo, – que incluem doenças pulmonares e câncer, caem para o mesmo nível de uma pessoa que nunca fumou em toda sua vida.

Nunca é tarde para largar o cigarro

Sentir-se mais saudável pode ser um incentivo adicional para ficar longe dos velhos hábitos. Existem muitas formas de cuidar dos seus pulmões, especialmente com atividades físicas, exercícios de respiração profunda, e uma bela mudança na dieta.

Ingerir alimentos que funcionam como um estímulo aos sistemas imunológico e anti-inflamatório pode ajudar a manter o órgão longe de infecções.

Embora seja recomendado que todos comam de 3 a 4 porções de frutas e verduras, essas vitaminas e minerais podem ser especialmente benéficas para o ex-fumante. Chá verde, em particular, tem sido conhecido por suas propriedades anti-inflamatórias; e as maçãs verdes são boas para a função pulmonar, sendo indicadas para prevenir o câncer.

Alguns outros alimentos e especiarias que você pode incorporar incluem abacate e tomilho. Além disso, os suplementos podem ser eficientes para apoiar as mudanças na dieta. Algumas vitaminas importantes para melhorar a função pulmonar incluem: Vitamina E, C, e B-6.

Exercícios

Antes de começar qualquer rotina de exercícios, você deve consultar um médico, especialmente se você tiver fumado por muitos anos. Depois de receber a luz verde, poderá dar início às atividades. Você logo perceberá que os exercícios aeróbicos e cardiovasculares aumentam a demanda de oxigênio no seu corpo, resultando na ingestão de mais ar.

Toda essa mudança, quando feita com acompanhamento, é positiva para a função pulmonar, pois fortalece o sistema respiratório e, com o tempo, pode aumentar a capacidade geral desse órgão. Andar de bicicleta, correr e nadar são ótimos exemplos de exercícios aeróbicos/cardiovasculares.

Idealmente, você deve treinar de 3 a 4 vezes por semana durante pelo menos 20 minutos, para, gradativamente, aumentar o tempo diário. A natação é particularmente boa para melhorar a função pulmonar, já que requer mais fôlego do que qualquer outro tipo de esporte. Para uma abordagem menos enérgica tente a Yoga, atividade voltada à respiração, que fortalece os músculos deste sistema.

Os exercícios de respiração profunda podem ser feitos por conta própria, ou com a ajuda de um exercitador de resistência respiratória para resultados mais rápidos. Os pulmões do fumante são frequentemente privados de ar fresco e essa prática ajudará a compensar isso. Além do mais, eles também são ótimos para diminuir o estresse e, em alguns casos, reduzir os desejos do cigarro.

Decidir parar de fumar é o primeiro passo para uma vida saudável e mais longa. Fazendo alguns ajustes na sua dieta e praticando exercícios, você pode desfrutar ainda mais os benefícios de largar o cigarro, e é certo que sentirá a diferença.