Home » Artigo não-científico » Como voltar à rotina depois de superar o câncer?

Como voltar à rotina depois de superar o câncer?

Quando o tratamento do câncer termina, o indivíduo inicia um novo capítulo em sua vida, que, se por um lado, pode trazer esperança e felicidade, no entanto, também pode gerar preocupações e medo.

Cada pessoa tem sua própria maneira de lidar com o pós-tratamento: a única constante é que esse processo levará tempo e prática. Alguns estarão mais preparados do que outros, entretanto, todos podem se beneficiar do suporte de amigos e familiares, grupos de apoio, e conselheiros profissionais.

Como funciona a dinâmica dentro da sua casa?

Homem cozinhando com criançasMuitos pacientes em tratamento perdem a energia para fazer suas atividades domésticas, como cozinhar, lavar roupas, etc. Eles, naturalmente, são substituídos por outros membros da família nessas tarefas, mas… e quando o tratamento contra o câncer acaba?

Este é um exemplo de como um sobrevivente do câncer precisará, de algum modo, se reinserir na rotina dos demais. E essa mesma substituição vale para seu cargo no trabalho, dinâmica em momentos recreativos, etc.

Para algumas pessoas, as emoções deixadas de lado durante o tratamento do câncer voltam de imediato, e elas se sentem sobrecarregadas de tristeza, raiva ou medo. No entanto, outras sobreviventes sentem que seu corpo e espírito estão cansados, e precisam de um longo descanso, pelo fato de passarem muito tempo sem poderem relaxar. E todos esses sentimentos fazem sentido.

Pense: você acabou de passar por um momento difícil, precisou tomar algumas decisões importantes na vida, teve o corpo agredido pelo câncer – e pelo tratamento. As perspectivas e todo o seu modo de vida mudaram, pelo menos por um tempo.

Enfrentar esses sentimentos e aprender a lidar com eles é importante. Não espere que tudo volte ao que era antes de você ser diagnosticado. Dê amor a si mesmo, à sua família e aqueles ao seu redor, pois você vai superar isso. Assim como levou tempo para se ajustar ao câncer, você irá se adaptar à vida após ele.

Permanecendo positivo

Nos últimos anos, muita atenção tem sido dada à importância de adotar uma atitude positiva em relação a vida. Algumas pessoas chegam ao ponto de sugerir que tal prática impedirá o crescimento do câncer ou que ele volte. Isso não apenas não é verdade, como se trata de uma lenda perigosa.

O câncer – ou a volta dele – deve ser prevenido a partir de um conjunto de hábitos positivos, não apenas relacionados com alimentação adequada e cessação do tabagismo, como também a marcação de exames e rastreamento com frequência predefinida pelo seu médico – e seguida à risca.

O câncer não é causado pela atitude negativa de uma pessoa, nem é piorado pelos seus pensamentos. Não deixe que os mitos sobre a positividade te impeçam de contar às pessoas ao redor sobre como você se sente, caso deseje fazê-lo.

Por outro lado, trazer mais leveza para ao dia a dia é fundamental, e gera, sim, benefícios ao corpo e à mente, e isso pode se refletir em sua saúde. Mas não existem milagres.

Aprendendo a viver com incertezas

Com o passar do tempo, muitos sobreviventes dizem que o medo da recorrência do câncer diminui, e se percebem pensando cada vez menos frequentemente sobre a doença. No entanto, mesmo anos após o tratamento, certos eventos podem provocar esses gatilhos que talvez tragam a ansiedade à tona, como, por exemplo:

– Visitas de acompanhamento ou realização de exames médicos;
– Datas específicas, como o dia do diagnóstico ou que passou pela cirurgia;
– Adoecimento de um membro da família;
– Descoberta de que algum conhecido tem câncer ou teve recorrência;
– Sintomas muito parecidos com os sentidos quando foi diagnosticado;
– Morte de alguém que teve câncer.

Se você está sentindo dificuldades em se adaptar à vida pós-câncer, considere procurar apoio psicológico profissional.