Home » Artigo não-científico » Como os familiares podem ajudar pacientes com câncer?

Como os familiares podem ajudar pacientes com câncer?

Quando alguém que prezamos é diagnosticado com câncer, de repente nos sentimos inseguros em relação ao que podemos fazer para ajudar. É fundamental se familiarizar com o que eles estão passando e tentar descobrir maneiras de tornar a experiência mais leve para o enfermo.

“Um diagnóstico de câncer acrescenta uma enorme quantidade de estresse à vida de uma pessoa”, disse Dr. Harold Burstein, médico oncologista do Instituto Dana-Farber. “Mas aqueles que têm fortes apoios sociais – bons amigos e família – tendem a lidar muito melhor com isso”, reiterou o especialista.

Escute

Ouvir o que seu ente querido tem a dizer é uma das melhores maneiras de oferecer apoio, entretanto, vale a pena sonda-lo antes de presumir que ele quer falar. Deixe claro que está disponível, e se você for solicitado, apenas ouça o que ele tem a dizer. Esqueça conselhos, julgamentos e até mesmo palavras de encorajamento. Nunca dê sugestões médicas se não for solicitado, nem fale sobre experiências de outras pessoas com câncer, a menos que perguntem.

Se você não vive na mesma casa que o enfermo, mantenha contato durante o tratamento. Algumas pessoas acometidas por essa doença percebem que amigos e parentes param de procura-las após o diagnóstico inicial, e passam, então, a se sentirem isoladas. Lembre-se de que você é uma parte valiosa da base de apoio deles. Faça visitas curtas e regulares.

Aprenda sobre a doença

É importante que os familiares dos pacientes em tratamento pesquisem, reúnam dados sobre o câncer, porque isso pode auxiliá-los a tomar decisões conscientes sobre o estado em que se encontram. Também é válido possuir informações e dados do tratamento de forma resumida, para que o paciente não fique com a mente sobrecarregada.

Assistência concreta

Evite transmitir mensagens vagas, como: “me avise se existir algo que eu possa fazer”. Enquanto para você isso pode ser uma gentileza, na verdade coloca a pessoa com câncer em uma posição desconfortável. Elas têm que descobrir como você pode ajudar e depois se sentirem um fardo por ter que pedir ajuda.

Em vez disso, tente oferecer diretamente alguma forma concreta de ajuda. Por exemplo, você pode cozinhar para ele, levá-lo a uma consulta médica ou cuidar de seus filhos. Algumas pessoas podem precisar de carona ou companhia para as sessões de quimioterapia.

Cura em casal

Se o seu cônjuge é o paciente com câncer, tome a iniciativa lidando com as tarefas domésticas – seja na arrumação, limpeza ou alimentação – que eles normalmente realizam. É muito útil atuar como porta-voz da família, conversando com amigos em questão e recebendo telefonemas de médicos. Isso permite ao seu parceiro descansar e se concentrar na cura.

Ajudar um ente querido com câncer pode ser difícil. É importante que você cuide de si mesmo e encontre maneiras de lidar com as próprias emoções. Arranje tempo para relaxar, consumir comidas saudáveis e exercitar-se. Não há vergonha ou culpa nisso. Se você não se cuida, não poderá cuidar dos outros.