Home » Artigo não-científico » 4 Dicas para não cair em tentação e voltar a fumar

4 Dicas para não cair em tentação e voltar a fumar

Uma recaída no tabagismo pode acontecer com qualquer pessoa, e por mais que um deslize e não configure necessariamente um hábito, é importante ter consciência que muitas pessoas nessa situação acabam por voltar a fumar pelo menos alguns cigarros por dia. E como sabemos, a quantidade pode aumentar, dependendo de fatores que são reais, como um happy hour ou dia ruim no trabalho.

Enquanto acender o primeiro cigarro pode ter parecido obra do acaso, essa questão é mais complexa do que aparenta. A boa notícia é que você pode voltar aos bons hábitos reexaminando suas motivações para ser um ex-fumante. Leia abaixo algumas dicas que podem te orientar a manter-se longe do tabagismo.

1. Reconheça seus pensamentos como um dependente

As sementes de uma recaída ao fumo são muitas vezes plantadas dias e até semanas antes do evento real acontecer. A mudança de pensamento pode começar com algo tão simples como passar por alguma pessoa que está “relaxando” com um cigarro. Você pode pensar algo como: “Ela começou a fumar, mas eu não posso, porque eu parei”.
Sentimentos de privação e sacrifício fazem parte do pensamento de alguém que ainda sofre com o vício, e serão suficientes para iniciar o cenário de deslizamento. Se deixado sem controle, ou não tiver autoconsciência dos seus pensamentos, eles poderão ascender e crescerão até que você esteja com pena de si mesmo e obcecado com o fumo, pensando nisso sem parar.

2. Não pense nos “bons tempos”

Talvez sua tosse crônica tenha melhorado, ou você pense que desistir não tenha sido tão difícil quanto você imaginou que seria. Você diz a si mesmo que pode voltar a fumar um pouco e depois parar de novo, e que isso será fácil.

Como um relacionamento tóxico que você precisou deixar para trás, é fácil lembrar os “bons tempos” e não os ruins, pensando em como gostava de fumar depois de beber café, por exemplo. De repente, todos os outros cigarros que não foram tão agradáveis – que te deixaram com dor de cabeça, ou sem fôlego -, são convenientemente “esquecidos”.

Por mais que você tenha tirado a nicotina do seu sistema, o hábito de fumar se mantém por muito mais tempo. Se o pensamento do sujeito viciado tomar conta, sua mente pode apresentar algumas justificativas criativas para permitir apenas aquele cigarro. Não são verdadeiras, é claro, mas podem ser sedutoras. A maioria de nós perdeu pelo menos uma tentativa de desistir desse raciocínio falho.

Preste muita atenção ao ruído de fundo em sua mente e tente corrigir os pensamentos sobre fumar à medida que surgirem. Não permita que eles se transformem em um desejo incontrolável.

3. Foque no HOJE

Essa dica pode ser velha, mas é verdade. Não projete amanhãs e próximo meses, pense, faça e aconteça no agora. Você pode ficar livre de fumo só por hoje, não pode? Isso é tudo que você precisa fazer. Seu objetivo de largar de vez o tabagismo, sem recaídas, será muito mais fácil de manter seguindo esta regra. Você não pode mudar o que aconteceu ontem e a melhor maneira de influenciar seu futuro é fazendo um bom trabalho hoje. Mantenha as coisas simples e no tempo presente.

Distraia-se, pare um pouco de pensar em cigarro, você pode ler, meditar, iniciar algum esporte, curso, ou qualquer opção de atividade que relaxe a sua mente e o seu corpo. Desse modo, é possível que a sua ansiedade incomode menos. Caso sinta necessidade, seja acompanhada por um profissional em saúde mental, que poderá ser de muita ajuda.

4. Evite gatilhos para o tabagismo

Nesta situação, gatilhos são representados por pessoas, lugares, coisas e situações que desencadeiam seu desejo de fumar. Listamos aqui algumas dicas que podem evitar que esses gatilhos atrapalhem o seu processo de “cura”:

– Faça uma lista com os motivos de ter parado de fumar e releia cada vez que for necessário;
– Jogue fora todos os cigarros, cinzeiros e outros materiais que possam ser usados para fumar. O isqueiro é um grande gatilho e deve ir embora, pois sua imagem ativa o campo da memória sensorial, e até emocional;
– Evite cafeína, que pode fazer você se sentir nervoso. Tente beber água em vez disso;
– Passe tempo com pessoas não-fumantes e que te apoiem sem cobranças;
– Vá a lugares onde não é permitido fumar;
– Descanse bastante e coma de forma saudável. Estar cansado pode levá-lo a fumar;
– Mude sua rotina para evitar as coisas que você pode associar ao tabagismo.